SERVIÇO SOCIAL

O CURSO

Formula, gerencia e implementa programas e projetos sociais, a partir de análises conjunturais e organizacionais, desenvolvendo ou propondo políticas públicas que possam responder pelo acesso dos segmentos de populações aos serviços e benefícios construídos e conquistados socialmente, principalmente, aquelas da área da Seguridade Social. Segundo o Conselho Federal de Serviço Social, o Assistente Social vem contribuindo efetivamente na construção e fortalecimento dos espaços de controle social e defesa dos direitos sociais, a exemplo do Sistema Único de Saúde (SUS), da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), Sistema Único da Assistência Social (SUAS), do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e dos idosos, entre outras. Além disso, presta serviços a fim de contribuir no processo de desenvolvimento social, na perspectiva de fortalecimento e valorização da autonomia, participação e exercício da cidadania e acesso aos direitos humanos.  

O PROFISSIONAL

Historicamente o Serviço Social afirma-se como um tipo de trabalho coletivo, e se constitui enquanto expressão de necessidades sociais derivadas das políticas das classes sociais no ato de produzir e reproduzir material e simbolicamente seus meios de vida e trabalho. Partindo desse pressuposto, a consideração sobre o fazer profissional e suas expressões na conjuntura brasileira contemporânea exige um tratamento acerca da questão social, uma vez que esta se apresenta como objeto, matéria prima sobre a qual incide o trabalho dos Assistentes Sociais, delineando inclusive sua especificidade e sua instrumentalidade.

Tal ponto de partida remete à consideração das transformações vivenciadas na sociedade contemporânea, sobretudo no que se refere à diversificação e a ampliação da questão social. As determinações dessas transformações acham-se mediadas pelo processo de reestruturação do ciclo do sistema econômico, político e social vigente, que tem configurado novas modalidades na forma de produção e reprodução da vida em sociedade. Analisar as demandas colocadas à profissão na atualidade exige, pois, a consideração das reais necessidades dos sujeitos demandantes. Significa dizer que elas comportam uma verdadeira” teleologia” dos requisitantes a respeito das modalidades do atendimento de suas necessidades. Por isso mesmo, a identificação das demandas não encerra o desvelamento das reais necessidades que as determinam, pois o campo de intervenção do Serviço Social encontra-se atravessado pelo conjunto das metamorfoses processadas hoje no “novo mundo do trabalho”, as quais têm demandado um reordenamento da profissão. Novas demandas e necessidades são postas pelas atuais configurações sociais determinadas por um conjunto de relações que se dão num plano de construção de novos valores ditos heterogêneos e que não se constroem imersos somente num plano material de existência. Observa-se assim, a emergência de um novo perfil de profissional, cujas características principais são a flexibilidade, resolutividade, agilidade e polivalência. Estas características fazem-se presente no agir profissional do assistente social que se vê pressionado a atender as novas demandas ditadas pelo mercado de trabalho, mas também para além dele.

Destarte, busca-se um perfil onde o profissional que se pretende deve ser capacitado enquanto um técnico para intervir com a máxima eficácia operativa num determinado espaço de ação, ou um intelectual habilitado que, ao operar numa área particular, compreenda o sentido de sua ação no contexto histórico-social. Tal perfil vem sendo construído desde anos 90 trazendo como prioridade a busca pela qualidade dos serviços prestados, colocando em evidência a ética da profissão, e engloba toda uma dimensão política, econômica e social que vem determinando a condição de vida do ser humano. O curso de Serviço Social da FAEPI visa formar bacharéis com o título de Assistentes Sociais, os quais terão como principal atividade a interpretação da realidade e intervenção junto às demandas decorrentes da vida social. Essa atividade se dá com o desenvolvimento de estudos e pesquisas das questões sociais e a defesa dos direitos humanos para a consolidação da cidadania. A ação desse profissional se consolida enquanto formulador e implementador de propostas de intervenção para o enfrentamento das questões sociais, com capacidade de promover o exercício da cidadania e a inserção criativa e propositiva dos usuários do Serviço Social no conjunto das relações sociais mais amplas e no mercado de trabalho. O curso pretende graduar o Bacharel em Serviço Social, o qual deverá ser capaz de:Percepções críticas, inovadoras e propositiva para atuar nas questões sociais.Capacidade de investigação, análise e interpretação dos diversos indicadores que constituem a realidade socioeconômica, política e cultural.

Capacidade de inserção nos diferentes espaços sócio-funcionais e execução de suas atribuições profissionais, com competência teórica, técnica, ética e política. Manejo adequado de seus instrumentos operativos, de modo a produzir alterações qualitativas nas interações sociais de seus usuários.


ÁREA DE ATUAÇÃO

O profissional de Serviço Social atua em organizações da esfera estatal, empresas mercantis, político-sindicais, ONGs (organizações não governamentais) e trabalho autônomo. Atua na saúde, na educação, na previdência social, na assistência social, nas instituições jurídicas, no campo da Infância e Juventude, nas varas de família, nas instituições do sistema penal e sócio-educativo, na habitação, na elaboração de projetos sociais e em variados projetos que envolvem a garantia de direitos dos cidadãos.



INFORMAÇÕES
DURAÇÃO
4 anos (08 semestres)
MODALIDADE
Presencial
TIPO DE CURSO
Bacharelado
MATRIZ CURRICULAR
Baixar
COORDERNAÇÃO DO CURSO
Profa. Esp. Raimunda Maria V. do Nascimento
Coordernadora
E-mail
coordservicosocial@faepi.edu.br
ENDEREÇO
Rua Treze de Maio, 2660 Bairro Pio XII Teresina-PI    |   Telefones: (86) 3218-6059

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ - FAEPI